Homilia de Dom Fernando na JDJ

23:02

Confira a homilia do Arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, na Jornada Diocesana da Juventude (JDJ) neste domingo (1º).

Por Eder Ramos - coordenador do ministério Jovem, do Grupo de Oração Rainha dos Anjos da paróquia de Santo Antônio de Tiúma.

D. Fernando saúda a todos, Padres, Jovens e o setor juventude

Este encontro (Jornada Diocesana da Juventude) é um sinal da nossa unidade, devemos
valorizar a juventude da diocese para que caminhe sem egoísmo fazendo a vontade de Deus, assim como a coincidência da páscoa e o encontro da Juventude, digo providência, a páscoa é celebrada por 50 dias que celebramos o acontecimento central da igreja, pois se Jesus não tivesse ressuscitado seria vã nossa fé.

Neste segundo domingo temos muito a aprender com o evangelho, o domingo da misericórdia, o texto da carta de Pedro faz um Bendito, é um motivo para agradecermos a Deus por seu amor grandioso por cada um de nós, não podemos esquecer e temos que viver intensamente.

No evangelho o gesto de Tomé que foi um incrédulo quando os outros discípulos o disseram que Jesus ressuscitou; as duas aparições de Jesus, a primeira sem a presença de Tomé, afinal de contas acreditar que alguém que morreu há três dias e está vivo, ressuscitar dos mortos Tomé foi humano cheio de falhas e limites como assim nós duvidamos de muitas coisas em nossa vida, a lição que aprendemos com Tomé é a humildade, e quando Jesus volta pela segunda vez a se encontrar com os discípulos, Jesus sempre diz: “A Paz esteja convosco.”

Assim Jesus mostra que devemos mostrar e propagar a Paz, a violência só atrai violência temos que semear o Amor entre nós, citou também o jogo do sport e náutico, pois foi convidado pela imprensa para dar uma palavra de paz, nossa missão como disse Jesus somos enviados para anunciar a Paz, levar ao mundo uma palavra de Amor, para que todos se sintam motivados para seguir o cristo ressuscitado, o testemunho de Tomé quando Jesus pede para que o toque, Tomé diz: Meu Senhor e meu Deus, pela primeira vez Jesus é chamado dessa forma e por um incrédulo,

Tomé o chama assim com humildade reconhecendo o poder de Deus assim também como Jesus acolhe com humildade, que possamos procura viver na paz e saber que somos desafiados para levar essa palavra para os outros jovens com a maneira e modo de ser de cada
um, que belo testemunho vocês estão dando aqui participando deste encontro, renunciando tantas coisas para estarem participando num domingo num programa da Igreja, Missa...

Basta o sinal desse testemunho, mostrando para os outros jovens que cada um aqui presente são comprometidos com a palavra de Deus, para que mais jovens tenham um encontro com o Senhor.

Tomé não vai tocar o Senhor, mas crer em Jesus, bem aventurados serão aqueles que
acreditarem sem ver, assim somos nós, pois acreditamos que Jesus ressuscitou e o vemos com os olhos da fé, sabemos que hoje não experimentaremos a presença física de Jesus, mas o viveremos no nosso coração e nossa vida vai se transformando, pois só Deus nos dá uma felicidade que não passa, muitas vezes vamos a festas nos sentimos felizes naquele momento, mas em Deus essa felicidade não passa, as pessoas ficam alegres por estarem cheias de Deus.

A experiência dos primeiros Cristãos que procuravam escutar a doutrina, os ensinamentos dos apóstolos, um testemunho de comunhão, que as pessoas bastavam ver que eles se amavam e elas se convertiam, assim seja com os grupos jovens, isso motivará outros jovens a seguir Jesus também, vejam como eles se amam e assim mais jovens participarão dos grupos, ainda nos atos há a celebração da força da igreja e como disse o Papa hoje Beato João Paulo II: “O coração da igreja.” Não podemos esquecer a oração, é bom que tenhamos a cada dia um momento de intimidade com Deus isso vai nos fortalecer e vai nos dando vida nova.

Damos graças a Deus pela beatificação de João Paulo II, pois ele criou a Jornada Mundial da Juventude que Bento XVI deu seguimento, era o Papa da família que criou a pastoral da família, pensou nas famílias, era íntimo de Nossa Senhora, ele acrescentou os mistérios da luz no rosário, um Papa com muita sensibilidade espiritual, sua última encíclica

A igreja vive da Eucaristia, ele sempre enviava carta aos padres para que todos pudessem amar a Eucaristia, valorizava o sacramento da penitência e assim as pessoas teriam uma motivação a mais, encontrando alguém que o ajuda a caminhar e sair do buraco o padre também é um pecador, mas que está ali para ser canal de Deus aos fiéis, daqui a pouco ele será proclamado santo, lembra também o momento que o Papa esteve aqui em 1980, quem não lembra do Papa João Paulo II? Mesmo debilitado lá estava ele tranquilo e assumia sua fraqueza física, não tinha medo, lembra também suas caretas quando sentia dor, assumia tranquilamente seus limites
físicos.

D. Fernando diz que se encontrou com ele duas vezes. Em 2001 teve um encontro com os
novos Bispos, pediu benção e em 2002 participou da visita que acontece a cada 05 anos, fez o discurso para o Papa, almoçou com o mesmo, era um homem simples que assumiu com seriedade a vocação que todos nós somos chamados a Santidade, vocês são chamados a serem Jovens Santos depois adultos Santos e depois idosos Santos buscando colocar o evangelho em prática, buscando viver com autenticidade a palavra de Deus.

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

Encerra assim sua Homilia!!!

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images