Como organizar a Semana da Cidadania 2011? Juventude Terra Viva!

12:12

A Semana da Cidadania é uma atividade dos grupos de jovens organizados como Igreja no Brasil. É uma ação ligada à dimensão política. É uma atividade do/a discípulo/a missionário de Jesus. É um modo concreto de manifestarmos como cristãos/ãs nossa fé na vida, nossa crença no protagonismo dos/as jovens.

A Semana da Cidadania não é um evento. É parte de um processo dos grupos organizados que desejam ir ao encontro dos outros/as jovens para anunciar a vida para todos/as e vida em abundância. É uma ação como pastoral, de cuidadores/as da vida da juventude.

A Semana da Cidadania tem o objetivo de discutir os grandes temas sócio-ambientais com perguntas geradoras que instiguem os/as jovens as se questionarem porque, como e quem, discorrendo sobre a relação homem/mulher/natureza e contextualizando o projeto desenvolvimentista e civilizatório para o Brasil.

A cada ano a Pastoral da Juventude propõe um tema. Esse tema é para dar unidade e um enfoque especial.

Semana da cidadania

14 a 21 de abril Tema: “Juventude, terra viva” Lema: “Da mãe terra, esperança e resistência”.

Como organizar as atividades?

1º Passo: Convidar um grupo de pessoas do seu município, sua comunidade ou seu bairro para estudar o tema e para planejar as atividades. A ação pastoral que sai das paredes do grupo ou da comunidade eclesial e chega até a juventude, na defesa de sua vida e no envolvimento dos/as jovens como protagonista da evangelização.

2º Passo: Elaborar o planejamento respondendo as seguintes perguntas:

a) Onde queremos chegar? (pensar local e agir global). Lembre-se que é uma atividade de uma semana, portanto, os objetivos também são curtos, por exemplo, discutir o tema do meio ambiente com os grupos de jovens, envolver as escolas do município, do bairro ou da comunidade etc. Discutir o tema da juventude como terra vida. Quais as situações de morte da juventude.

b) Sobre o tema do empobrecimento social da juventude, quais são os gritos que escutamos em nossa comunidade? O que dizem os/as jovens? Como percebemos em nossa comunidade a situação do empobrecimento da juventude? Quais as causas na vida da juventude? Quais respostas podemos dar como grupo a essas situações?

c) Pode-se organizar as respostas mais próximas e ver como responder dentro de um projeto, exemplo: Projeto 1: O Direito a vida ou o cuidado com a vida, por exemplo falar sobre o Mapa da Violência 2011. Objetivo (onde queremos chegar), justificativa (dados da realidade a partir das necessidades e das intenções como cristãos/ãs), ponto de partida (todas as condições favoráveis – grupos que já estão trabalhando o tema, utilizar o tema da CF 2011 sobre o Grito da Terra que geme em dores do parto, escolas que buscam ajuda em uma atividade extra sala, diretores/as que estão sensíveis ao tema, professores/as, coordenadores/as, catequistas, agentes de pastoral etc que tem disposição de se envolver no projeto) e depois apontar o ponto de chegada (aqui pode-se explicitar tanto o que queremos conseguir de modo quantitativo, como qualitativo – exemplo: queremos ter envolvido 10 escolas, mobilizado os grupos de jovens, trabalhado a consciência ecológica, despertado para o cuidado do planeta, discutido o tema do extermínio da juventude no Brasil e em nossa região....)

d) Quais as etapas do planejamento? A primeira e a mais importante é formar a equipe que coordenará a semana, com um plano bem claro e com todos os passos que precisam ser dados, depois pode-se verificar as atividades que podem ser desenvolvidas: filmes: da CF (preparado pelo Mundo Jovem e IPJ de Porto Alegre), Alguns Clipes do Recurso Áudio Visual: Geração da Paz ou Cidadania etc. Debates: convidar gente da comunidade para discutir sobre o tema, fazer uma mesa redonda no Município, bairro ou comunidade, convidando autoridades para discutir – Os/as jovens e o empobrecimento social – cuidar da vida da juventude (envolver pesquisadores de diversos órgãos públicos), Estudar sobre a realidade social e internacional para compreender as estruturas de funcionamento Ação: organizar junto com os/as adolescentes e jovens uma ação que chame atenção da comunidade – Levantar a situação do desemprego juvenil, do analfabetismo, das situações de exploração sexual da juventude do município, organizar painéis, exposição dos dados, etc. Cada lugar precisa ser criativo na atividades que respondam às necessidades levantadas. É preciso ser ousado/a nas propostas de forma que toda sociedade seja questionada. A juventude e a terra um grito pela vida!

e) Realizar as atividades programadas dentro do projeto, envolver todos/as comunicando todas as atividades em todos os ambientes. Comunicar é um segredo do projeto. Enviar notícias para todas as páginas que tratam do tema juventude.

f) Avaliar: reunir o grupo envolvido para perceber se foram realizadas as metas (quantitativa e qualitativa que estão no ponto de chegada e no objetivo geral) O que conseguimos realizar? O que não conseguimos? Por quê? Quais foram os limites? Que cuidados temos que estar atentos/as no próximo projeto?

3º Passo – Envolver o maior número de equipes em todos os espaços, ou seja, uma ação só alcançará os objetivos com profundidade se houver uma boa distribuição de tarefas. Portanto, em cada lugar deverá ter uma equipe: escola, comunidade... gente com tarefa, material e cronograma na mão, na cabeça e no coração. Buscar os grupos organizados do município na defesa do Meio ambiente para essa tarefa.

4º Passo – Recolher o material que pode ser utilizado neste tema (livros, roteiros, filmes...) Não só coisas novas, coisas que já utilizamos sobre o tema: filmes, CF- Campanha da Fraternidade para jovens de 2011 e de outros anos, materiais da Semana da Cidadania de outros anos, roteiros proposto pelo Jornal Mundo Jovem (selecionar alguns textos); pesquisar na internet textos sobre o tema, buscar material de grupos que estão na luta em defesa do Meio Ambiente, da vida da juventude, como o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra. É importante escutar os/as jovens que vivem no campo, trabalhadores/as rurais. Pode-se oferecer momentos culturais: teatro, músicas, danças etc. ·

Por Carmem Lucia Teixeira Coordenação do Núcleo de Formação da CAJU

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images